Desenvolvimento Econômico

Agentes ambientais comunitários de Faro mapeiam árvores de copaíba com auxílio de GPS

Whatsapp

Nesta semana, os agentes ambientais comunitários de Faro, formados pelo Programa Territórios Sustentáveis, fizeram uma imersão na floresta para identificar e mapear novas áreas de árvores de copaíba. No mês passado, os agentes foram treinados pela equipe do Programa Territórios Sustentáveis no uso correto dos aparelhos de GPS e orientados sobre a importância do mapeamento para a extração do óleo de copaíba de forma sustentável. Esse foi o momento de colocar em prática o aprendizado e documentar a posição precisa de cada árvore, permitindo assim uma estimativa real do potencial de produção do óleo de copaíba. ” Faro é um grande produtor de óleo de copaíba e a ideia é trazer um comunitário de Porto de Trombetas para aplicar a mesma técnica que aplicam no local, com o objetivo de  padronizar o manuseio de como armazenar não perdendo a qualidade’’ explica Eli Franco Vale, Coordenador de campo do eixo Desenvolvimento Econômico

Saindo da comunidade Português para uma imersão de quatro dias na floresta, quatro agentes ambientais de Faro, acompanhados da equipe do Programa Territórios Sustentáveis e do técnico do IdeoflorBio Andre Raveta, conseguiram catalogar a posição geográfica de 89 árvores de copaíba, bem como altura, classificação do tronco e identificação visual. Estas informações serão fundamentais para a próxima imersão que ocorrerá em maio de 2017 com o intuito de promover capacitação  sobre o manejo sustentável e as boas práticas de coleta e armazenamento do óleo de copaíba. “A ideia principal é garantir que a comercialização do óleo de copaíba possa agregar uma importante renda para os moradores de Faro, de forma perene e sem prejudicar o meio ambiente” comenta Jakeline Ramos Pereira, coordenadora do eixo de desenvolvimento econômico do Programa Territórios Sustentáveis

Essa atividade é feita em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (IdeflorBio), com o qual Imazon e Ecam possuem um importante acordo de cooperação para desenvolver ações de implementação da Floresta Estadual de Faro, onde estão localizadas as comunidades Português e Monte Sião.